Home  
Japanese
jpn
English
eng
Espanol
esp
Portuguese
pt
Vietnamese
vi
Korean
kor
Back Index Next

ATIVIDADES CONCRETAS


1. Construir uma rede de comunicação - solidariedade na Igreja Católica

Esta Comissão exerse suas atividades com os encarregados das 16 dioceses do país e seus respectivos agentes de pastoral especializados nas diversas línguas. Está também encarregada de repartir a informação com os Centros de Apoio ao Estrangeiro fundados pela Igreja Católica nas suas diversas dioceses, fazendo assim a ponte entre as dioceses quanto aos refugiados, migrantes e itinerantes.
Além disso, ela mantém contato solidário com o Pontifício Conselho para refugiados, migrantes e itinerantes do Vaticano, a Nunciatura Apostólica no Japão e as diversas Comissões Católicas para refugiados, migrantes e itinerantes que existem no mundo, partilhando informação e cooperação quando necessário.


2. Solidariedade com Instituições não-eclesiásticas

Em solidariedade com os grupos civis de apoio ao estrangeiro, com os que promovem os direitos humanos e com as atividades ecumênicas que se organizam nas diversass regiões do país, acompanha-se cada assunto em particular desde sua perspectiva especial.
A comissão colabora principalmente com: RCJ (Conselho para Refugiados, Japão), com a Asociação Cristã para os problemas dos refugiados, migrantes e trabalhadores estrangeiros,[難キ連] com a Rede Nacional de Solidariedade com o Trabalhador Migrante [移住連]com a Rede de Vigilância sobre Discriminação de Estrangeiros, com a Rede Legal sobre os Direitos Humanos do estrangeiro[外国人人権法連絡会] e outras, participando positivamente nos projetos políticos que as ONGs apresentam aos diferentes ministérios, nos seus simpósios, nos concertos caritativos, etc.


2. Dar e partilhar Informação

1. Organizar reuniões de estudo, conferências, workshops.

Reuniões de estudo por Distritos Diocesanos (workshops). São anuais e por distritos: Tokyo (Sapporo, Niigata, Sendai, Saitama, Yokohama, Tokyo), Osaka (Osaka, Kyoto, Hiroshima, Takamatsu), Nagasaki (Fukuoka, Nagasaki, Kagoshima, Oita, Okinawa). Os temas e o modo de tratá-los variam cada ano de acordo com as circunstâncias.
Reunião Nacional de Estudo: espaço onde cada um pode expressar-se com facilidade sobre os problemas no seu ambiente de atuação referentes aos refugiados, migrantes e itinerantes. Esta reuniao Nacional erealizada anualmente .Este ano de 2006 sera realizada em Nagasaki no mes de Novembro.
Conferências, Reuniões e Pesquisa: Para poder atender o estrangeiroem assuntos legais ou de saúde e outros que exigem uma contribuição especializada, se convidam cada ano algum especialista da área para dar conferências ou sessões de estudo com sua participação.


2. Boletim por Fax.

Desde o fim de 2003, publicamos mensalmente o boletim de notíciass enviado por fax, [ファクス一斉報サービス]dentro e fora do ambiente eclesiástico e que tem aproximadamente 1000 assinantes. É resultado do esforço da Comissão de Apoio aos refugiados, migrantes e itinerantes para divulgar e partilhar informações.
※ Pessoas que desejam recebê-lo podem solicitá-lo no escritório (distribuição gratúita)


3. Jornada mundial anual pelos refugiados, migrantes e itinerantes.

Em sintonia com a Jornada Mundial organizada pela Pontifícia Comissão pelos refugiados, migrantes e itinerantes, este escritório organiza a cada ano uma campanha no quarto Domingo dos meses de agosto e setembro chamado do "Dia Mundial do refugiado, migrante e itinerante". Cada ano escolhe um tema, com uma mensagem e um cartaz, a fim de divulgar ao público em geral a preocupação com os refugiados, migrantes e itinerantes.


3. Fazer pesquisas e publicar estatísticas

1. Realizar pesquisas

Fazemos pesquisas sobre o grau de consciência da criança e do adolescente estrangeiros sobre sua cultura de origem. na Igreja Católica no Japão são numerosos os migrantes filipinos e latinoamericanos, bem como filipinos, indonésios e coreanos forçados a migrar ao Japão durante a Segunda Guerra Mundial, os refugiados vietnamitas e outros migrantes vindos da Ásia e de outras regiões, que aqui se encontram como refugiados, migrantes e itinerantes. Por isso, com a colaboração eclesiástico, refletimos sobre os resultados das estatísticas da nossa pesquisa "O que hoje se pede à Igreja", procurando soluções para os problemas detectados.

2. Pesquisa da demografia dos Fiéis Católicos (especialmente dos estrangeiros)

Averiguamos a população católica no japão e divulgamos os resultados estatísticos. Para vê-los, clique aqui.



Back Index Next
E-mail:jcarm@cbcj.catholic.jp
Copyright 2005 J-CARM